POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Coordenadoria de Relações Institucionais e Internacionais – CORII 

A Tuiuti concebe a internacionalização como um pressuposto fundamental da qualidade da educação superior, um empreendimento amplo de interação acadêmica e cultural por meio do ensino, da pesquisa e da extensão e a prestação de serviços, que envolvam a cooperação com universidades, empresas e governos. Assim, a internacionalização deve ser tratada como política institucional, que abrange estratégias diversas, como parcerias de ensino, pesquisa e serviços; mobilidade, recrutamento de alunos estrangeiros e uma cultura própria de internacionalização (Internationalisation at Home- IaH).

Para desenvolver a tarefa de Internacionalizar a Universidade foi criado um comitê de internacionalização composto pelos professores Rodolfo Perdomo, como coordenador do programa e os professores membros, Ana Margarida de Leão Taborda (pró-reitora de Promoção Humana), Bianca Simone Zeigelboim (pró-reitora de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão), Dilma Regina Kalegari (coordenadora dos programas de pós-graduação Lato-Sensu), João Henrique Fariniuk (pro-reitor Acadêmico), Kati Caetano (professora e pesquisadora institucional) e Margareth Hasse (professora membro do NAD)

OBJETIVO:

Diante das perspectivas abertas pela internacionalização universitária, na Tuiuti este processo se articula ao ensino, à pesquisa e a extensão, atendendo às necessidades sociais, por meio da cooperação bilateral/multilateral para a realização de cursos, atividades profissionais e de investigação, extensão, seminários e publicações conjuntas envolvendo missões docentes e discentes em todos os níveis de prática científica. A Universidade empenha-se em motivar, apoiar e acompanhar iniciativas que garantam a qualidade dessas ações, integradas aos diferentes modelos internacionais de educação superior, mediante seus instrumentos regulamentares e política de cooperação. Para tanto, em face das práticas acadêmicas globais mobilizadas para a internacionalização institucional, define suas necessidades e características culturais locais, baseada nas seguintes diretrizes.

DIRETRIZES:

  • Promoção de atividades que atendam às necessidades de comunicação e aprendizagem de línguas estrangeiras e portuguesa visando ao acesso a programas de mobilidade estudantil no âmbito da graduação e da pós-graduação;
  • Promoção da integração de professores visitantes internacionais, nos Programas de Graduação, Pós-Graduação, Atividades Científicas e Extensão da Tuiuti;
  • Dinamização e apoio às parcerias internacionais, buscando diversificar acordos que priorizem as áreas de atuação da Tuiuti e criar condições de mobilidade acadêmica para docentes e discentes de mestrado, doutorado (na modalidade “sanduíche”) e pós-doutorado, em parcerias com instituições estrangeiras;
  • Utilização de recursos tecnológicos que possibilitem vencer barreiras limitadoras de espaço, para realizar cursos, palestras, conferências, seminários, defesas e outros meios de educação a distância (EAD);
  • Estímulo à participação acadêmica dos alunos de Pós-Graduação no Programa Ciência sem Fronteiras – CsF do Governo Federal e programas afins, bem como em outras formas de mobilidade estudantil, com adequada definição de normas institucionais.
  • Acolhimento de pesquisadores (docentes e discentes) estrangeiros com o envolvimento da CORII no apoio à busca de endereços de hospedagens, contatos e informações relevantes para uma boa adaptação do intercambista na comunidade acadêmica e social local.
  • Apoio à internacionalização dos currículos e dos processos de ensino/aprendizagem e pesquisa juntamente com a Pró-Reitoria Acadêmica e a Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão.
  • Estímulo à realização de atividades de extensão no exterior para alunos brasileiros e no Brasil para alunos com orientadores estrangeiros.

A implementação da Política de Internacionalização da Tuiuti tem se concretizado por meio dos seguintes instrumentos e ações:

  1. Criação da Coordenadoria de Relações Institucionais e Internacionais (nacionais e internacionais) – CORII, órgão vinculado à Reitoria da UTP.
  2. Aprovação do Regimento Interno para atividades de Intercâmbio Institucional.
  3. Criação de políticas linguísticas destinadas ao apoio de capacitação docente e discente para proficiência em línguas estrangeiras, notadamente em inglês.
  4. Convênios de cooperação acadêmica com universidades estrangeiras.
  5. Convênios com empresas de mobilidade para docentes e discentes da Tuiuti.

 

 

 

CONTATO:
CORII (Coodenadoria de Relações Institucionais e Internacionais)
Professor Rodolfo Perdomo – 3331-7777 / rodolfo.perdomo@utp.br