Tecnologia

Pilotagem Profissional de Aeronaves

Apresentação do Curso

O Curso

O sonho de um jovem brasileiro que ousou voar como os pássaros colocou o Brasil na história da aviação. Santos Dumont realizou seu primeiro voo no dia 23 de outubro de 1906, a bordo da aeronave 14-Bis, em Paris.
A paixão de Dumont pela aviação pode ser comparada a de jovens formados no Curso Superior de Tecnologia em Pilotagem Superior de Aeronaves da Universidade Tuiuti do Paraná – UTP, instalado dentro do Aeroporto do Bacacheri, o que proporciona aos alunos o convívio diário com o ambiente profissional.
O curso é desenvolvido em duas fases: acadêmica e prática. A fase acadêmica, ministrada pela Tuiuti, atende integralmente ao programa do Curso Teórico de Piloto Comercial – Avião/IFR, uma exigência da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e prepara o piloto para os exames de verificação de capacitação técnica e para dar continuidade à formação de Piloto Comercial Avião/IFR.
A formação prática do acadêmico envolve um mínimo de 150 horas de voo. Opcionalmente, ele poderá realizar a prática em outro tipo de aeronave que não o avião (em helicópteros, por exemplo). Em quaisquer dos casos, a atividade aérea deverá ser realizada pelo aluno, de forma independente e as suas expensas, em uma escola de aviação devidamente homologada pela ANAC. A realização deve ser comprovada obrigatoriamente com a apresentação da Carteira de Habilitação Técnica de Piloto Comercial da categoria pretendida pelo piloto.
Para colar grau, o acadêmico deverá concluir seus estudos teóricos em dois (no mínimo) ou três anos (no máximo) e disporá de dois anos além desse prazo máximo para apresentar a comprovação legal de que concluiu a formação prática. Querendo, o aluno ainda pode prorrogar esse tempo por mais dois anos, mediante requerimento e devida autorização por parte do colegiado do curso.

Dados Legais:
Reconhecido pela Portaria nº 152 de 23.02.2011
Publicado no DOU nº 40 em 25.02.2011
Avaliação de Regulação:conceito “3”.

GRADE CURRICULAR – Manhã – saiba mais

GRADE CURRICULAR – Noite – saiba mais

PRÁTICA ACADÊMICA – saiba mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO – saiba mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO – saiba mais

Estrutura

O curso de Pilotagem de Aeronaves da Tuiuti oferece formação teórica por meio de aulas expositivas e atividades práticas em laboratórios e em treinador de procedimentos de cabine, o que permite ao aluno ganhar condições de gerenciar os modernos sistemas de informação para conduzir os voos com profissionalismo.

Perfil do Aluno

O Manual do Curso de Piloto Comercial, elaborado pelo antigo DAC (absorvido pela ANAC), descreve com precisão as características desejáveis para um piloto. Segundo o manual, além de aptidões físicas e psicológicas dos candidatos, devem ser levadas em conta a personalidade, aptidões intelectuais e aptidão psicofísica. O candidato deve demonstrar controle emocional, forte capacidade para a tomada de decisões e iniciativa. Nas aptidões intelectuais necessita mostrar capacidade de reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo de trabalho, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos, manter excelente nível de atenção em todos os planos, desde a concentração e a observação de detalhes até a distribuição vigilante da atenção por vários estímulos simultâneos.

O Profissional

Um piloto precisa possuir condições de se comportar e decidir adequadamente em um ambiente de três dimensões, o que é natural aos pássaros, mas não ao homem. Deve ser capaz de acompanhar a rápida evolução do setor aeronáutico, reconhecidamente dinâmico e precursor na utilização de novos equipamentos, sistemas e procedimentos.

O Mercado

Após concluir as duas fases do curso, o formando recebe o diploma e já pode atuar como piloto em qualquer tipo de atividade comercial da aviação, desde pequenas até grandes companhias. Como empresas de Transporte Aéreo Regular, Táxi Aéreo e Serviços Aéreos Especializados, além de Instrutor de Voo e Aviação Geral.
O cenário, a partir de uma perspectiva mais ampla, demonstra crescimento da aviação, nos últimos cinquenta anos. Há incontáveis aplicações para as aeronaves, desde as aplicações relacionadas com as atividades militares, até as mais conhecidas, como o transporte de cargas e passageiros. Entre as aplicações civis menos evidentes estão: combate ao fogo; aviação agrícola; socorro médico; aerofotogrametria; transporte de valores; propaganda; instrução aérea entre outras. Os pilotos atuam conforme a natureza da missão que devem desempenhar. Há uma preparação específica para cada tipo de aeronave e um treinamento próprio para as tarefas. Um piloto de linhas aéreas internacionais será preparado para conduzir grandes aeronaves de passageiros, com aparelhos e sistemas muito sofisticados. Comandará equipes treinadas e atuará em aeroportos de elevada complexidade. Um piloto de aviação agrícola voará muito baixo, em aeronaves pequenas, leves e manobráveis e deverá conhecer não só o avião, mas o terreno, o tipo de produto que deverá aspergir e as culturas que receberão o defensivo.

Palavra do Coordenador

Comandante! Por este caminho se vai aos céus!

Tem alguma dúvida sobre o curso?
Entre em contato comigo!

Genesio Seixas Filho

Investimento

  • R$ 1030,75

    * Valor com desconto de pontualidade para pagamento até o dia 03 de cada mês.

    Mensalidade de 2020.

  • R$ 1030,75

    * Valor com desconto de pontualidade para pagamento até o dia 03 de cada mês.

    Mensalidade de 2020.

Coordenação

Coordenador: Genesio Seixas Filho
Telefone: (41) 3331-8081
Email: genesio.seixas@utp.br

SECRETARIA DE COORDENAÇÃO

COMPARTILHE ESSA PÁGINA:
Fechar [X]