Tecnologia

Fotografia

Apresentação do Curso

O Curso

O Curso Superior de Tecnologia em Fotografia da Universidade Tuiuti do Paraná – UTP tem duração de dois anos, é o único curso presencial na capital paranaense e recebeu nota máxima (nota: 5) pelo Ministério da Educação (MEC).

Ao ingressar no curso, o aluno poderá usufruir de toda a estrutura física da universidade, desde salas de aulas equipadas com datashows até biblioteca, tanto com os livros físicos atualizados na área da fotografia, quanto inúmeros títulos on-line. Além disso, as aulas práticas acontecem em três estúdios equipados com flashes Mako, fotômetros, diversos acessórios, modeladores de luz e flashes dedicados, além de câmeras da Canon e da Nikon. Há, também, laboratório de fotografia analógica com vários ampliadores e um camarim completo.

Além disso, o aluno conta com o acesso aos laboratórios de informática (os mesmos utilizados nas disciplinas de Manipulação Fotográfica e Edição de Vídeo) que disponibilizam softwares (Lightroom, Photoshop, Premiere e todos os outros softwares do pacote do Adobe Creative Cloud) para edição, tratamento e manipulação de imagens.

É importante ressaltar que o aluno não precisará investir em câmera fotográfica durante o período inicial do curso, uma vez que a universidade fornece todos os equipamentos necessários durante as aulas práticas e para a execução de tarefas solicitadas. No decorrer dos semestres, com base em suas necessidades acadêmicas e profissionais e contando com a orientação dos professores, pode partir para a aquisição do equipamento que melhor lhe atender.

Dados Legais:
Reconhecido pela Portaria nº 445 de 01.11.2011
Publicado no D.O.U nº 211 em 03.11.2011
Avaliação de Regulação: conceito “5”

GRADE CURRICULAR – saiba mais
PRÁTICA ACADÊMICA – saiba mais
SISTEMA DE AVALIAÇÃO – saiba mais
PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO – saiba mais

Perfil do Aluno

Muitas vezes o aluno ingressa no curso porque sempre gostou de fotografar, seja para uma selfie nas redes sociais, registrar passeios e viagens com amigos e familiares ou eternizar momentos com seus pets. Mesmo que alguns pais possam não perceber a fotografia como uma “profissão de verdade”, o aluno começa o curso como passatempo, mas no seu decorrer descobre que, além de ter um gosto pessoal pela fotografia, ele pode se tornar um profissional e alcançar sua autonomia financeira.

Isso mesmo! A fotografia é uma profissão e é bem comum os alunos começarem a atuar na área, de forma remunerada, ainda durante o curso. Por isso é necessário estar sempre se aprimorando e adquirindo novos conhecimentos, teóricos e tecnológicos.

O Profissional

O futuro profissional já começa a se formar na graduação, deste modo, é fundamental que ele conheça as diferentes áreas de atuação na Fotografia (lendo sobre o assunto, conversando com profissionais destas áreas, investigando os campos de atuação etc.) para que defina em qual delas pretende atuar (de acordo com as afinidades e necessidades de ordem pessoal). A partir daí, torna-se imprescindível que estabeleça metas para atingir o objetivo esperado: sucesso profissional na área escolhida. Para isso, é necessário dedicação e persistência para superação de dificuldades (resiliência), aperfeiçoamento constante (técnico e teórico), estabelecimento de bons contatos pessoais e profissionais, concentrar-se em uma das áreas da Fotografia para que futuramente venha a se tornar uma referência no que faz.

A formação do futuro profissional começa na graduação. É fundamental que ele conheça as diferentes áreas de atuação na fotografia: por meio da leitura e pesquisa sobre o assunto, de contato com os profissionais já inseridos em cada uma dessas áreas (o próprio curso oferece a “Semana Acadêmica”, evento recheado de palestras e presença de profissionais renomados) e por meio da análise de mercado e de suas demandas. Quanto antes entender as características e as especificidades das diferentes áreas e estreitar as possibilidades que atendem seus interesses, mais os investimentos em equipamentos e estudos mais aprofundados tornam-se assertivos e pontuais. Desta forma, o profissional passa a ser reconhecido no mercado como alguém especializado em determinada área de atuação – uma referência.

As mudanças na sociedade estão evidenciando vínculos empregatícios cada vez mais raros, sendo substituídos por prestações de serviço. A grande vantagem do curso é justamente a formação de profissional que não dependerá de um empregador. Pelo contrário: o profissional de fotografia, na sua esmagadora maioria, acaba sendo dono do seu próprio negócio de forma bastante natural, muitas vezes ainda durante o curso. Naturalmente, torna-se imprescindível estabelecer metas para atingir o objetivo esperado: sucesso profissional e reconhecimento na área escolhida.

O Mercado

O mercado de trabalho na fotografia é bastante amplo. Além de trabalhar como autônomo ou abrir a própria empresa e liderar uma equipe, o profissional pode ser contratado por um estúdio, jornal ou agência de comunicação, tanto como funcionário como free-lancer. Pode optar por fazer trabalhos autorais (documentais ou artísticos) visando exposições, presença nas galerias, produções culturais, produções de livros e participações em concursos. E mais: caso desenvolva o interesse pela pesquisa teórica, a conclusão de curso lhe permite seguir na área acadêmica (mestrado e doutorado).

Com relação às áreas de atuação no campo profissional de fotografia, pode trabalhar com o fotojornalismo, com a cobertura de eventos sociais, esportivos e corporativos, produção de material audiovisual para diferentes finalidades, ensaios fotográficos (recém-nascidos, gestantes, boudoir, debutantes, dentre outros), fotografia de família, retratos corporativos, fotografia publicitária e/ou editorial (nas áreas de arquitetura, moda, gastronomia, e-commerce), fotografia aérea e tantas outras. Vale lembrar que é um mercado que está em constante mudança, incentivada tanto pelas inovações tecnológicas quanto pela crescente presença de redes sociais.

Palavra do Coordenador

Nosso curso foi um dos primeiros em nível de graduação, na capital paranaense e desde então, tanto o corpo docente, quanto o corpo discente estão buscando um aperfeiçoamento constante para que possamos promover a interdisciplinaridade, investir nos recursos materiais (livros, equipamentos etc.) e humanos (professores, egressos etc.), estabelecer conexões com a teoria e a prática, aproximar profissionais e egressos com o âmbito acadêmico, dentre outras questões. Enfim, o aluno tem voz ativa durante o curso e poderá expressar opiniões e dar sugestões para professores e a coordenação e nesse sentido, também é um agente de mudanças na estrutura “orgânica” do Curso Superior de Tecnologia em Fotografia.

Tem alguma dúvida sobre o curso?
Entre em contato comigo!

Scheila Fatima Giacomazzi Camargo

Investimento

  • R$ 732,45

    * Valor com desconto de pontualidade para pagamento até o dia 03 de cada mês.

    Mensalidade de 2020.

Coordenação

Coordenador: Scheila Fatima Giacomazzi Camargo
Telefone: (41) 3331-8111
Email: scheila.camargo1@utp.br

SECRETARIA DE COORDENAÇÃO

COMPARTILHE ESSA PÁGINA:
Fechar [X]