PORTAL UTP

Tarso Marques vence na Flórida com a ajuda de alunos da Tuiuti

Quando o ex-piloto de Fórmula 1 Tarso Marques conseguiu um motor sucateado de avião não pensou duas vezes em propor uma parceria com os alunos dos cursos de Tecnologia em Manutenção de Aeronaves e Engenharia Mecânica da Universidade Tuiuti do Paraná. A ideia era reaproveitar a peça em uma moto que viria a ser a estrela do mundial Daytona Byke Week, evento de customização de motos, que acontece na Flórida (EUA), desde 1937. Ele lançou o desafio aos estudantes, que juntos com os professores, abraçaram o projeto que seria a peça chave na moto futurista e veloz, que venceu a competição no dia 9 de março, fazendo Marques penta campeão.

WhatsApp Image 2018-03-20 at 15.19.26

A máquina que possui um motor a frente do tempo contou com o suor e a dedicação de muitos alunos da Tuiuti, onde a prática é levada a sério. “Acredito em uma educação mais dinâmica, fugindo ao modelo tradicional, que é o que fadiga os alunos. Assim, eles ganham responsabilidades e participam de verdade, se dedicam, se superam e entram em contato com a área. Saem da universidade profissionais prontos para o mercado e com diferenciais essenciais. Ganham bagagem”, comenta o coordenador de Tecnologia em Manutenção de Aeronaves, Rodolfo Perdomo (Lolo).

WhatsApp Image 2018-03-20 at 15.18.16
O aluno Saymon Klympovous, um dos que colocou a mão na massa, acredita que isso é essencial para qualquer curso. “Eu me sinto honrado em receber uma responsabilidade tão grande como foi essa e outras que tivemos ao longo do curso. Essa foi especial, uma experiência a mais. Com a orientação do coordenador e do professor Cyro Campos superamos nossas próprias expectativas. Isso faz todo o diferencial no nosso currículo e na nossa vida pessoal e profissional”, diz.

Profissionais bem preparados
Não é a primeira vez que os cursos coordenados por Lolo unem os alunos em projetos interdisciplinares e de visibilidade mundial. Nos últimos anos, várias máquinas e motores foram reaproveitados e serviram de ponta pé inicial na carreira de muita gente. O aluno de Tecnologia em Manutenção de Aeronaves João Felipe Ribeiro da Silva, por exemplo, acabou de transformar um motor de avião em motor de carro. Ele está mais fascinado com a área e se diz pronto para o mercado. “Eu acredito que em outra universidade a gente não teria essa oportunidade. Já realizamos vários trabalhos: aeromodelo, planador e etc. A parte prática é excepcional, eu não sei se teria essa oportunidade em outro lugar”, conta orgulhoso.

WhatsApp Image 2018-03-20 at 18.46.17

Projeto único e 100% brasileiro
Definitivamente, é muito mais fácil olhar para a TMC Dumont do que tentar descrevê-la. Seu visual é tão futurista e fora do convencional que parece uma escultura ou algum projeto recém-saído de um filme de ficção científica. Gera dúvidas, questionamentos e desafia qualquer pessoa a tentar entender como certas soluções passam a fazer sentido para que o modelo possa rodar na rua como uma moto convencional. E, acreditem, ela consegue fazer isso com total maestria e elegância, de acordo com seu projetista. “É um projeto especial com o qual já venho sonhando há, pelo menos, 15 anos. Não o desenvolvi antes pois era muito difícil de concretizá-lo sem auxilio tecnológico de parceiros de fora. E eu queria que este fosse um projeto 100% brasileiro. Sem qualquer fornecedor estrangeiro. Tudo nela foi desenvolvido e fabricado no Brasil, da pintura repleta de areografia à usinagem das rodas e chassi.”, conta Tarso Marques.

A ideia de um projeto único foi levada tão a sério que a TMC Dumont impressiona até aos mais céticos. Seu motor, por exemplo, é de aviação e foi a única parte que precisou de auxilio especializado. “Encontramos esse motor da década de 1960 totalmente acabado em um aeroclube no Paraná. Como em aviação todos os sistemas são redundantes e mais complexos, refazer todo o motor e padronizá-lo para rodar de forma mais simples em uma motocicleta demandou mais tempo”, comenta o designer.

O projeto exigiu abrir o motor inteiro e praticamente refazê-lo, desde refrigeração, bomba de combustível, até usinagem de algumas peças específicas. A parte de transmissão do tipo CVT utilizada, por exemplo, teve que ser desenvolvida pela própria TMC, projeto e fabricação. “Na restauração do motor, tivemos total apoio da Universidade Tuiuti, com equipe formada por alunos e professores do curso de engenharia. Para se ter ideia, até mesmo o conjunto de freios, formado pelas pinças e discos, foram totalmente fabricados por nós, no corte a laser e usinagem na TMC”, explica.

Tarso Marques
Ex-Piloto de Fórmula 1 e Tetracampeão mundial de customização de motos, Tarso é o responsável pelo quadro “Lata Velha” do Caldeirão do Huck e faz participações especiais no programa AutoEsporte da Globo.

Nascido em 1976, em Curitiba, se tornou um homem obcecado por velocidade, performance, design e tudo o que envolve motor. Foi o piloto mais jovem do mundo a vencer em todas as categorias que participou até chegar a F-1.

0 Comentários

Sem comentários

Post a comment